Bem-vindo ao Blog da Creato

Onde as ideias nascem...

Acesse

17 coisas que geralmente ninguém te fala

 

Nem sempre é fácil dizer certas verdades para quem a gente gosta. Mas, na maioria das vezes, são esses conselhos ou afirmações que podem ajudar as pessoas a terem uma vida mais feliz. Pensando nisso, o ilustrador Alex Nuriega reuniu várias dessas verdades que precisam ser ditas e, em paralelo, criou umas ilustrações para o projeto “Stuff no-one told me” (Coisas que ninguém me disse).

O mais interessante desse projeto é que ele tem tudo a ver com o que a gente sempre defende, que é trabalhar com o que você, realmente, ama. Confira uma seleção de 17 ilustrações e não deixe de conferir seu blog, que já possui mais de 80 delas!

 

E seja feliz!

O logo hipster

 

Fontes em caixa alta sem serifa, flechas cruzadas, traços paralelos, selos, carimbos e faixas, tudo isso em conjunto com fontes script e ornamentos aleatórios dão cara à tendência que é simplesmente chamada de “Hipster Logo“. Já é bastante comum encontrarmos esse estilo em coleções de moda de marcas independentes e, em alguns casos, de marcas famosas. Com elementos ligados à natureza, ao mar, à praia e à cultura náutica, esta tendência está cada vez mais presente no cotidiano do design. Por tamanha presença, que tal conferir marcas do nosso dia a dia estilizadas com o “Logo Hispter”? Confira:

 

 

 

Como todo mundo está criando seus próprios logos baseados nesse estilo, o designer Tim Gelder resolveu criar o “The Hipster Logo Design Guide“, que mostra, com muito sarcasmo e acidez, passo a passo o processo para criar o seu próprio logo. Abaixo você confere o tutorial que adaptamos e traduzimos:

A importância dos mascotes

 

O mascote, além de incentivar e interagir com os mais diversos tipos de pessoas, cativa o público infantil e desperta seu interesse pelos produtos e serviços, trazendo consigo laços de fidelidade entre uma marca e seus consumidores. Há empresas resistentes quanto à adoção de um mascote em sua identidade visual, não percebendo sua importância na interlocução e na relação entre o cliente e a marca, entretanto, como recursos eficientes e muito presentes no nosso cotidiano, alguns deles marcam nossas vidas e ficam para sempre presentes no nosso subconsciente. Conheça alguns dos mais famosos mascotes e que traduziram os valores da empresa de forma amigável e simples:

Eleito como o melhor logotipo do mundo, o personagem Bibendum – ou Bib -, símbolo da Michelin, surgiu em 1898, quando os irmãos Michelin observavam uma pilha de pneus de diferentes dimensões. A aparência corpulenta formada pela pilha os fizeram criar o mascote da marca.

Tony, o tigre personagem dos Sucrilhos Kellogg’s, foi criado em 1952 e venceu um concurso para definir o mascote da marca. Tony venceu um elefante, um gnu e um canguru. Passando por algumas adaptações visuais, o tigre foi considerado um dez maiores personagens do século 20.

O Lequetreque, franguinho da Sadia, surgiu em 1971 com a intenção de promover a comercialização de produtos congelados, principalmente o frango defumado, que já vinha temperado e podia ir direto para o forno, reduzindo o tempo de preparo. Daí a ideia de se criar um personagem ágil, com capacete e óculos de motoqueiro.

O Cofapinho, cachorro da raça bassê personagem da Cofap, foi um dos principais ícones da publicidade brasileira em 1989. Uma curiosidade é que a raça bassê ficou conhecida como “Cofapinho” após o surgimento do mascote. Recentemente a empresa voltou a utilizá-lo.

Com o slogan “O bom humor começa aqui”, Happy, novo mascote do McLanche Feliz, chega ao Brasil com o propósito de representar uma opção saudável de alimentação e incentivar o consumo de frutas e legumes entre crianças.

Associando alimentação a diversão, Royal utilizou esta estratégia para aumentar o consumo do produto entre as crianças e adotou Bocão, uma gelatina vermelha, como mascote em 1989.

Quik Bunny, o coelho que promove a marca Nesquik, foi criado em 1973 e marcou a infância de quem tem hoje por volta de 30 anos. Mesmo passando por diversas modificações visuais, Quik foi nomeado como um dos 25 coelhos mais memoráveis do mundo.

Assolino, o mascote da Assolan, foi criado como uma ferramenta de disputa do mercado com a concorrente Bom Bril. Para isso, ele adotou uma postura descontraída que chamasse a atenção da dona de casa, dançando músicas de Calypso, Rouge e Latino.

Fuleco, o Tatu-bola, é o mascote da Copa do Mundo FIFA de 2014, a ser realizada no Brasil. Ele representa uma espécie nativa do país de tatu-bola, que encontra-se em estado de espécie ameaçada de extinção.

 

Nossos Mascotes

 

Creato, atendendo às necessidades de empresas de se aproximarem de seus clientes, já deu vida a muitos mascotes. Traduzindo conceitos, lemas e características de cada empresa, desenvolvemos mascotes que ajudaram a popularizar as marcas. Confira alguns exemplos:

Os mascotes criados para o Clube Passense de Natação (CPN) tiveram seus nomes escolhidos a partir de um concurso realizado pelo próprio clube. Uma sócia, que lhes batizou de Cepê e Ene, foi a ganhadora e é a madrinha oficial dos personagens.

O mascote do Colégio Del Rey personifica os alunos e dá vida às campanhas realizadas pelas instituição. Frequentemente utilizado nos materiais, ele tem uma abordagem infantil que condiz com a área de trabalho da empresa.

O carro sorridente e amarelo é o mascote utilizado pelo Auto Posto Carrão, um posto de combustível e serviços automotivos. Ele une todos os conceitos que o estabelecimento possui, além de ser uma representação do próprio nome da empresa.

O blog cultural inaugurado em 2012, Queijo com Cultura, faz uso de um mascote que acompanha suas postagens e atualizações. Retratado de forma sempre flexível, o mascote sabe ler, tocar violão, cantar e até mesmo praticar esporte.

Os cachorros-quentes Big Dog cativam o seu público e agregam valor com o uso do mascote, que foi conceituado como o produto que a empresa comercializa.

 

O mascote do Super Dog, um cachorro super-herói, surgiu após uma brincadeira com os termos da empresa de cachorros-quentes.

Para uma empresa do grupo MAX Telecom, Max Sistemas de Climatização, foi criado um pinguim que atua como interlocutor e aproxima os clientes de modo lúdico.

Considerado um político moderno, Dr. Roberto Alves, candidato e ganhador à prefeitura de Arcos, utilizou em sua campanha um mascote originado a partir de sua caricatura.

Planinho, um mascote desenvolvido para a campanha do Plano de Saúde da Santa Casa de Passos, é um pequeno alien que prega a saúde e a importância de hábitos saudáveis.

A equipe da Creato também conta com seus próprios mascotes em caricatura. Respectivamente, Andy, Fernando, Fernando Macedo e Lívia.

Este é o mascote da nossa agência! Criado há mais de 3 anos, ele foi reformulado este ano no quarto aniversário da agência para que tivesse mais personalidade, sendo assim mais carismático e interativo.

 

 

Vida secreta

Escovar os dentes, comer pizza, fazer a barba ou limpar o salão são apenas algumas intimidades de icônicos personagens da nossa cultura reveladas durante postagens ao longo deste fim de semana em nossa página no facebook. Em momentos cotidianos e que nós nunca poderíamos sequer imaginar, Batman, Mario, Spiderman e muitos outros são retratados na série “The Secret Life of Heroes”, criada pelo designer Greg Guillemin, que usou e abusou da Pop Art, do humor ácido e de um certo minimalismo nos personagens presentes. Confira uma seleção de imagens desta série um tanto quanto comum para nós, mas incomum para os heróis:

 

 

Redesign de marcas

O redesign favorece uma nova comunicação com o público e até mesmo abordar e representar uma nova ideologia adotada pela empresa, além de ser possível aumentar as vendas sem, necessariamente, alterar o produto. Os fatores que levam à necessidade do redesign são diversos, como a necessidade de destaque, o reposicionamento de mercado ou a adequação ao gosto dos compradores, para isso, algumas empresas fizeram apenas ajustes estéticos com alterações quase imperceptíveis, como foi o caso do Facebook e do Instagram, enquanto outras mudaram drasticamente a fim de refletir sua nova realidade. Veja abaixo o antes e depois de algumas empresas que investiram no promissor redesign:

Em Janeiro o canal musical VH1 mudou sua identidade visual, inserindo um sinal de “+” em sua marca, que representa a união perfeita de TV e música, além de significar a positividade, adição e variedade que o canal proporciona aos telespectadores. A tipografia, em caixa alta, também destaca-se.

Nivea, uma empresa tradicional que não mudava seu logotipo desde 1925, rendeu-se ao redesign e incorporou no logo a sua tradicional latinha de creme redonda.

A Motorola, que agora faz parte do Google, mudou seu logotipo em Junho, adotando uma elipse de cores que representa a conectividade e a própria Google. Fez parte das mudanças também a adoção de uma tipografia minúscula, mais acessível, presente e amigável.

A empresa de cigarros Lucky Strike foi uma das únicas a não adotarem o estilo minimalista flat. Ela apostou em uma nova identidade com profundidade, que funde as cores características da marca com uma nova tipografia detalhada, o resultado ficou elegante.

Como parte das empresas que fizeram apenas ajustes nos detalhes, o aplicativo Instagram redefiniu sua tipografia, ficando mais simples, sem detalhes complexos. O intuito é ser mais acessível.

Adotando o estilo flat e ajustando os detalhes, o Facebook também divulgou recentemente sua nova identidade, que apresenta um “F” maior e uma tonalidade de azul mais profunda.

A nova identidade visual do Firefox foi alvo de debate nos últimos meses, pois, apesar de ser visualmente a mesma coisa, todos os detalhes, degradês, sombras e brilhos foram minimizados e suavizados.

Até em Maio deste ano, a empresa manteve seu nome como “20th Century Fox“. Agora, ela finalmente entrou no século 21, mudando de nome e trazendo consigo um visual contemporâneo, com um “X” minimalista que simboliza Fox e os holofotes do logotipo anterior.

De maiúsculo para minúsculo, foi isso que a Billboard fez além de deixar a marca mais impactante e com mais cores. Pode parecer pouca coisa, mas a intenção foi aproximar a marca do público de forma lúdica e cativante.

 

Nossos Redesigns

 

Creato também já fez uso do redesign muitas vezes. Sempre atendendo aos desejos dos clientes e integrando as tendências e os requisitos de uma boa identidade, mostramos o quão é importante investir neste recurso quando necessário. Confira alguns exemplos:

A área de trabalho da empresa Alagu é extensa, e assim deveria ser o significado de sua identidade visual após o redesign. As cores remetem às suas áreas relacionadas com a natureza em sua totalidade. Ainda há um “A” subliminar inserido na trolha, uma ferramenta empregada na exerção do trabalho da empresa.

A nova identidade visual do DJ Spock une com harmonia temas relacionados à música – e às suas ferramentas de trabalho. Uma nota musical, caixa de som e decibéis compõem o novo logotipo, que carrega consigo uma tipografia “futurista”.

Uma das exigências da Vulcamec, uma empresa de vulcanização, ao solicitar o redesign foi que fosse mantido os riscos da logotipo antiga. Tendo em mente a área de trabalho da empresa, adaptamos as correias transportadoras ao “V”, que ainda mantém os riscos. Mesclamos a perspectiva da logo também na tipografia, mudando-a também.

Após um problema com a patente do logotipo anterior, fomos requisitados pela RefriPassos para que fizéssemos um redesign em sua identidade visual. Mantemos as cores características, mas aplicamos profundidade e inserimos um “P” subliminar no “R”, iniciais da empresa.

A empresa de confecções, Barbara, exigiu que a nova marca refletisse delicadeza, suavidade e movimento. Para isso, unimos linhas, uma tipografia moderna e uma agulha, formando assim um sutil “B”. Foi retirado também o “.com” do nome da empresa.

Posições infelizes de anúncios

Na comunicação há sempre espaço para abordagens cômicas e humorísticas nos anúncios publicitários, cuja intenção é comunicar com o alvo de maneira mais lúdica. Entretanto, há também espaço para aquelas que não tinham intenção de serem engraçadas, mas acabam sendo mais que as intencionais justamente pelas posições onde se encontram ou pelas interferências de outras publicidades próximas. Todo cuidado é pouco para uma campanha não ser ridicularizada por um posicionamento infeliz no veículo. Confira os exemplos abaixo e fique ligado:]

“Minha irmã acidentalmente se matou” – “Oops”

“Spearmint Rhino – Clube Masculino” – “Onde está o papai?”

“Uma a cada três pessoas in Louisiana morrem de ataque cardíaco” – “2 por 3 dólares”

“Está com uma sede gigantesca?”

“Nascido nas Filipinas, americano por orgulho” – “Não os deixem entrar”

“Hmm… Fabuloso!”

“Mostre à ela o seu “eu” de verdade”

“Perigo! Pular dentro do túnel é proibido” – “Apenas faça isso”

 

Gírias de uma agência

O inglês não só é um dos idiomas mais utilizados do mundo, como também aquele que dita tendências e influencia diretamente no modo em que falamos, introduzindo gírias, ditados e expressões. E ninguém é mais ligado a isso do que os profissionais de comunicação – como publicitários, jornalistas e designers -, que convivem e trabalham diariamente com termos neste idioma. Não entende a nossa língua? A Creato facilita para que você não se perca – e nem perca a deadline -, confira abaixo uma lista das palavras mais usadas neste ramo e seus respectivos significados:

•Advertising: assim é chamada a atividade de atrair a atenção do público para um produto ou negócio, ou seja, nada mais, nada menos que a propaganda. Também pode ser escrita apenas como “ad”;

•All-type: “tudo em tipografia” seria uma tradução literal desta expressão. Trata-se de um anúncio de jornal ou revista trabalhando apenas com as “letras” (tipografias), de modo que elas falem no lugar de imagens, estas não presentes neste tipo de anúncio;

•Approach: em inglês significa abordagem. Termo utilizado para definir a linha de comunicação adotada ou o gancho criativo da peça de propaganda;

•Brainstorm: É uma técnica utilizada em dinâmica de grupo que visa gerar ideias nas quais são relacionados todos os tipos de pensamento que vêm à cabeça;

•Brand: no contexto publicitário, significa “marca” em toda sua plenitude – nome, logo, slogan e identidade visual;

•Branding: ou “brand management”, remete-se à gestão da marca;

•Briefing: em seu termo mais simples, briefing significa a passagem de informações acerca do que será trabalhado na campanha;

•Brifar: o ato de realiza o “briefing” com alguém, ou até mesmo, atualizar alguém e deixá-lo a par de determinado assunto;

•Case: é o relato de algum trabalho realizado nas áreas de relações públicas, propaganda, marketing e afins, durante ou após a sua execução;

•Clipping: é um serviço destinado a saber que dizem sobre sua marca, ou de marcas concorrentes. Também pode significa uma coleção de material impresso ou de TV com notícias sobre determinado assunto, empresa ou marca;

•Deadline: significa prazo máximo para realizar ou entregar uma tarefa publicitária;

•Fee: palavra utilizada para determinar um valor pago por uma tarefa ou período de serviço;

•Focus Group: uma discussão objetiva, conduzida ou moderada que introduz um tópico a um grupo de respondentes e direciona sua discussão sobre o tema, de uma maneira não-estruturada e natural;

•Job: “trabalho” em português, pode significar pequeno briefing ou conotar obrigação;

•Layout: diagramação; apresentação da ideia da peça gráfica, mas não a execução final. Usada ainda como sinônimo de visual;

•Logo: elemento do design gráfico reconhecível, geralmente inclui um nome, símbolo ou marca representando uma organização ou produto;

•Logomarca: na verdade, esta palavra não possui significado e trata-se de um neologismo. É um termo utilizado de modo errado, quando o correto seria “Logotipo”;

•Logotipo: arranjo visualmente distinto de letras no qual empresas e organizações são prontamente reconhecidas pelo seus clientes;

•Outdoor: é a designação de um meio publicitário exterior, sobretudo em placas modulares dispostas em locais de grande visibilidade;

•Photoshopar: usar o photoshop para o tratamento de imagens/dar um tapa no visual de alguém;

•Rough: mais conhecido através de suas pronúncia – “raff” -, trata-se de um rascunho ou esboço a fim de demonstrar uma ideia ainda em fase de elaboração;

•Recall: lembrança ou recordação; informação/percepção após seus integrantes terem visto/ouvido/lido alguma peça ou campanha;

•Share: “compartilhar” em português, é participação na cabeça do consumidor; são ainda usadas “share of market”, “share of mind” ou “share-of-voice”, depende do contexto;

•Slogan: um slogan ou frase de efeito é uma frase de fácil memorização que resume as características de um produto, serviço ou até mesmo pessoa.

•Spot: mensagem publicitária de rádio ou televisão; feita por uma locução;

•Storyboard: é o esboço de um comercial feito com ilustrações e movimentos para explicar como será o resultado da ideia após sua produção;

•Target: “alvo” em português, é uma expressão utilizada para definir o público-alvo de um plano de marketing, campanha ou peça de comunicação;

•Timing: sentido de oportunidade, ou seja, capacidade de definir qual é o exato momento para praticar uma ação de comunicação ou veicular uma peça publicitária.

Creato em parceria com o Sebrae.

 

Através de uma parceria com o Sebrae, a Creato  esteve nos dias 01,02 e 03 de Junho em São Sebastião do Paraíso/MG participando com nosso stand no evento Meu 1° negócio.

O evento foi gratuito para o público e contou com excelentes palestras, consultorias e seminários, focados em todos que pretendem abrir uma empresa ou planejam consolidar e conquistar mais espaço no mercado.

A equipe Creato agradece a todos pela oportunidade de mostrar nosso trabalho e também aos que nos prestigiaram em nosso stand.

1

 

Patrick e Lívia

equipe

 

Equipe Creato (Patrick, Lívia e Fernando)

folder

 

A empresa parceira Allmark também passou pelo nosso stand

Dia Mundial da Saúde e dia Mundial do combate ao câncer

 

A Creato aproveita estas duas datas para reverenciar, parabenizar  e principalmente agradecer a esta grande família que é o Grupo Santa Casa de Misericórdia de Passos, pela dedicação e competência na prestação de serviços na área de saúde. Para nós é uma honra ter este grande grupo como cliente. Temos orgulho pela relação de confiança que conseguimos estabelecer. Que os nossos caminhos continuem a se cruzar e nos levem sempre em direção a um mundo de saúde e bem-estar.

 

Max Climatização

 

Agora Passos tem a Max Climatização! Uma empresa com a tradição e credibilidade do grupo MAX telecom.
A Creato desenvolveu a nova marca, um simpático mascote e o material de papelaria.
Você confere o resultado nas imagens abaixo:

max-climatização (2)